Por: Deizy Marcon | 14/11/2017

Até o dia 24 de novembro, a Galeria de Arte Ernesto Meyer Filho, na Assembleia Legislativa, expõe trabalhos do artista Digo Cardoso. Com o título “Meu mundo”, a exposição do jovem de 30 anos, nascido em Chapecó.

Digo começou seus estudos com ilustrações aos 14 anos de idade, mas só aos 22 anos, através do incentivo de um amigo, o artista passou a pensar em seus trabalhos com um olhar diferente. “A base do meu trabalho é o grafite de rua, mas a ideia aqui é fazer um aglomerado de trabalhos com outras bases, outras técnicas. Mesmo sendo o que eu mais trabalho, gosto de estudar outros materiais, além do grafite.”

Cultura urbana

Tendo como foco tudo aquilo que é relacionado à cultura de rua, Digo vê no cotidiano ao ar livre suas maiores inspirações. Considerado o pioneiro da “street art” – arte das ruas na tradução literal – em Chapecó, Digo encara tal rótulo como uma grande responsabilidade: “Em Chapecó não tinha grafite, só eu e mais uma molecada que está recém começando. Então, pra não ficar sempre a mesma coisa, eu me vejo com a responsabilidade de buscar outras linguagens pra levar pra gurizada e eles também terem acesso a outras técnicas”.

Vivências

Com passagens por São Paulo, Rio Grande do Sul, Londres, na Inglaterra e, recentemente, por Medellín, na Colômbia, a exposição “Meu mundo” conta com 17 obras do artista. O local é a aberto ao público.