Por: Rodrigo Kroth | 11/01/2018

Depois de apresentar o lateral esquerdo Bruno Pacheco e a renovação de contrato de Neném até dezembro, na tarde de hoje foi a vez da Chapecoense apresentar o atacante Vinicius e a renovação de vínculo de Wellington Paulista por mais duas temporadas. Foi apenas a segunda apresentação, das sete contratações feitas até o momento pelo Verdão.

Wellington Paulista chegou na Chapecoense no início de 2017, quando fez parte da reconstrução do clube. Iniciou e terminou a temporada como titular, e mais que isso, foi o goleador da Chape no ano, com 26 gols em 65 jogos, e terminou como capitão do time. O atacante aceitou baixar o salário para permanecer em Chapecó, que era a sua vontade.

“Ele escolheu ficar em Chapecó. É importante que o torcedor saiba que o Wellington tinha outras propostas, que talvez dessem a ele uma satisfação financeira maior, mas ele optou por vestir verde e branco, optou por seguir neste projeto, e evidentemente que isso faz bem para quem está comandando um clube, para quem faz parte do clube”, resumiu o diretor executivo Rui Costa, sobre a situação do atacante.

“Estou muito feliz de retornar este ano com a Chape de novo. Agora com dois anos de contrato. Muito feliz mesmo, de coração. É um time que me trouxe muita alegria ano passado, e espero que continue assim esse ano, e ano que vem também, para que eu consiga coisas maiores aqui na Chape”, disse o camisa 9 do Verdão.

A negociação entre jogador (empresário) e clube demorou cerca de duas semanas até fechar acordo. “Tem que acertar tudo, conversar tudo, saber que a negociação não é só ‘eu quero, você quer, vamos fechar e ponto final’. Tinha muita pra acertar, detalhes a serem resolvidos, tinha que sair do Fluminense ainda. Demorou um pouco, mas foi só conversas mesmo, não tem muita coisa de diferente não”, explicou o atacante.

Vinicius

O atacante foi revelado pelo Palmeiras, e em 2017 disputou o Campeonato Turco, pelo Adanaspor. Jogador menos balado e pouco conhecido, Vinicius explicou as suas características de jogo. “Sou um meia-atacante, jogador de velocidade, gosto de criar bastante jogadas, e espero ajudar muito com isso. Gosto de fazer gols, e espero ajudar o nosso capitão (Wellington Paulista), fazer as assistências para ele”.

Vinicius, de 24 anos, tem passagens pela Seleção Brasileira Sub-20, e firmou contrato de um ano com a Chapecoense, como opção de compra por mais uma temporada. Na posição, terá as concorrências de Wellington Paulista, Arthur Caíke, Osman, Júlio César, Guilherme, Lourency, Bruno e Perotti (os dois últimos subiram da base para o profissional). O atacante irá vestir a camisa 19.